Número total de visualizações de página

domingo, 28 de novembro de 2010

Velando Sonos


Velando Sonos
[José Dimas]

Adormeceste e eu fiquei a velar o teu sono,
dizem que nos sonhos a Alma abandona o corpo;
não consegui ver!
Vi a candura da tua pele imaculada, emanando Luz,
e o brilho dos teus sonhos, iluminando as sombras
do teu quarto.
Resplandecente, alvorada adentro,
Deambulou a tua pureza, irradiando Amor,
respirando Amor,
sonhando Amor…

Pelos meandros do meu pensamento mergulho e visito
a tua alma,
bebo o brilho dos teus sonhos
e deleito-me na tua essência,
escrevo um verso no teu dorso
com bocadinhos de mim,
e subtilmente sinto-me fazendo parte de ti,
sonho agora os teus sonhos,
e aconchego-me na tua sensualidade…
…até à exaustão,
até não poder mais…

José Dimas
Nov_2010

1 comentário:

  1. .."escrevo um verso no teu dorso
    com bocadinhos de mim,
    e subtilmente sinto-me fazendo parte de ti,
    sonho agora os teus sonhos"..
    Velando sonos, é também, muito especial para mim. Amo!!!
    Beijos Poeta
    Nya Meb

    ResponderEliminar