Número total de visualizações de página

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Ventos e brisas

 
 
Ventos e brisas


Quem sabe os Ventos Maus já foram Brisa,
Com o aroma da Flor de Amendoeira,
Para nos prenunciar de forma meiga, carinhosa,
Que a vida é muito breve e passageira,
E que de Brisa terna e perfumada,
Pode passar a ventos maus,
De trovoada,
Mas que nem sempre tem de ser dessa maneira,
Pode ser plena de Amor a vida;
Inteira…

José Dimas
2011

Sem comentários:

Enviar um comentário