Número total de visualizações de página

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Equilibrio


Equilibrio

Quando o sol baixa no horizonte,
Com toda a sua imponência e esplendor,
Timidamente, e aos poucos,
O brilho das estrelas alumia a noite e as sombras.
Afloram então, misturados no brilho das estrelas,
Os milhões de sonhos por sonhar,
Os milhões de carinhos que não foram dados,
E os milhões de abraços guardados!
Do fundo da Alma emerge um lamento mudo,
Acompanhado de uma lágrima seca,
E de um choro que não quer ser chorado.
Na alquimia das palavras,
Metafísica dos sonhos,
Salta de galho em galho um sentimento,
Ténue como a neblina,
Forte como o vento,
Flagela o Coração e torna-se argumento.
De mil milhões de palavras caladas,
Perfilam e agrupam-se algumas, escapadas,
Reivindicam o direito de ser frase,
Estão revoltadas!
Com a permissão da alma e o acordo do Coração,
Forma-se a frase que é sussurrada ao vento,
Para fazer eco nas estrelas e ai, amplificada,
Ser escutada por todas as Deusas
E Deuses na sua humana divindade.

Mantém-te no equilíbrio
Não deixes de estar centrado
O Amor é o Caminho
Que te leva a todo o lado


José Dimas
2010

1 comentário:

  1. O Amor é o caminho, sem dúvida! O equilíbrio é necessário em todos os aspectos da nossa vida, encontrá-lo dentro de nós, um grande desafio.
    Beijos Nya

    ResponderEliminar