Número total de visualizações de página

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Arde-me a Alma de dor



Arde-me a Alma de dor

Arde-me a Alma de dor,
                                   e o frio que sinto 
queima-me as entranhas.

Sinto uma ferida nas minhas
                                                 emoções,
que me magoa doendo
                                e magoando mais,
o contacto com o vazio
                                           foi tão forte,
que ainda me picam 
                             os pelos nos braços.
Onde estavas tu?

Que eu agora
                               não me encontro....

José Dimas
Nov_2010

Sem comentários:

Enviar um comentário