Número total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Passas no muro


Passas no muro.

Passas no muro com um sorriso
Angelical, Helénico,
e com o brilho e o encanto
de um cometa,
arrastando na sua cauda,
um exercito de nobres poetas,
a digladiar-se com as palavras,
pela sede de um beijo teu,
eclipso-me na sombra da tua Luz,
observo a gravitação dos vocábulos
que te rondam, e sorrio…
Aguardando o momento de te cobrir
de versos,
e declamar com a minha Alma,
uma ode  ao Amor Perfeito…
Enquanto escrevo em surdina
no teu coração,
com suaves beijos,
todo o carinho, afecto
ternura, e Amor
que por ti sinto….

José Dimas
2011

1 comentário: