Número total de visualizações de página

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O choro da lágrima

O choro da lágrima

Um Ser,
uma Alma,
um silêncio,
um encontro,
e o choro da lágrima
principia o seu pranto…
Um segundo,
um minuto,
uma hora,
uma vida,
uma lágrima solta
caindo perdida…
Um som,
um poema,
uma estátua,
uma tela,
e o choro da lágrima
escorrendo nela…
Um pintor,
um cantor,
um escultor,
um poeta,
uma lágrima solta
corta que nem seta…
Um caminho,
uma meta,
um murmúrio,
um sorriso,
e o choro da lágrima
tem o que é preciso…
Um gemido,
um lamento,
um carinho,
um miminho
uma lágrima solta
de regresso ao ninho…
Uma mão,
um ombro,
um abraço,
um beijinho,
e o choro da lágrima
reencontra o caminho…
Uma mulher,
um homem,
um mar,
uma ria,
uma lágrima solta
torna-se vazia…
Dois Seres,
uma Alma,
o silêncio,
o reencontro,
e o choro e a lágrima
consomem-se
de pronto…

José Dimas
2011

1 comentário:

  1. Parabéns pela capacidade criativa! Que haja sempre muita inspiração na tua vida.
    Beijos
    Nya MEB

    ResponderEliminar