Número total de visualizações de página

domingo, 23 de janeiro de 2011

Um rio no meu travesseiro


Um rio no meu traveesseiro


Um rio no meu travesseiro


Ontem mergulhei, exausto,
num sonho de lágrimas,
cansado de ser verdadeiro…
Hoje amanheceu um rio
no meu travesseiro.

Mas não era um rio de lágrimas,
era sim um rio inteiro.
E foi este o rio primeiro,
que dos meus sonhos sonhados,
me acordou a Alma aos brados.
Nasceu no meu travesseiro,
inundando imensos prados,
onde sonhos semeados,
sonhos de todas as cores,
cheios de Amores, e Desamores,
derivaram naufragados.
Desaguou na minha foz,
afastando os meus temores,
na foz dos sonhos sonhados,
despertando novos sonhos,
até estarem acordados.

Acordados e com cheiro!
Hoje;
Amanheceu um rio no meu travesseiro!

José Dimas
2011

Sem comentários:

Enviar um comentário