Número total de visualizações de página

domingo, 16 de janeiro de 2011

Vida



Vida
As nuvens da trovoada
 bebem o Sol,
e a sombra húmida da chuva
derrama-se sobre a planície,
preenchendo cada fissura
da terra gretada,
como se de veias se tratasse,
rejuvenescendo-a;
como o sangue
rejuvenesce o corpo humano,
e banhando-a;
como a pureza dos pensamentos
nos banha a Alma de Luz…

José Dimas
2011


2 comentários:

  1. Olá,

    Encanta-me a naturalidade com que interpretas e descreves a vida, misturando numa doce melodia a natureza e o viver do homem...

    escrito com muita assertividade...

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito da analogia entre a natureza e o ser humano, ambos precisam de luz. E LUZ É VIDA!!
    Parabéns, Poeta!!
    Beijos

    ResponderEliminar